1º ENCONTRO DO GP DE SCIENCE STUDIES DA UEM – André Mendonça

Interface entre ciência e sociedade: da filosofia moderna aos estudos culturais pós-modernos

Prof. dr. André Luis de Oliveira Mendonça (IMS-UERJ)

Data: terça-feira, 19 de novembro de 2013

Horário: 18h

Local: bloco H12 / sala 15

“Nesta palestra, eu traço um quadro panorâmico sobre a interface entre ciência e sociedade a partir de um recorte histórico recobrindo o período que vai da filosofia moderna aos estudos culturais, mais especificamente a vertente dos science studies. Nela, eu desenvolvo o argumento segundo o qual a filosofia moderna, diferentemente de grande parte dos estudos chamados pós-modernos, esteve quase sempre atrelada a um projeto político em sentido mais amplo, e talvez resida exatamente nesse ponto a sua relevância para o tempo presente. Dito sem circunlóquios: em que se pese a sua exemplar saúde epistêmica – incluindo a tese do entrelaçamento entre epistemologia e axiologia –, os science studies contemporâneos sofrem de certa ‘anemia política’, carecendo de um tratamento urgentemente. Não obstante, eu também sustento a tese de que os referidos estudos continuam sendo o prisma mais interessante por intermédio do qual possamos olhar para a ciência em uma perspectiva que dê relevo aos seus aspectos locais: contingência, negociação, agência etc.”

Anúncios

Sobre estudosdects

Oficializado junto ao CNPq em 2010, este grupo existe informalmente desde 2004, ano em que o prof. dr. Antonio Augusto Passos Videira começou a ministrar disciplinas no Programa de Pós-Graduação em Filosofia especificamente voltadas para os problemas, temas e autores dos chamados Science Studies. O objetivo, ao ministrar tais disciplinas, era apresentar aos alunos do PPGFil uma nova perspectiva para a análise da ciência que abarcasse outros eixos teóricos que não apenas aqueles tradicionalmente empregados pela Filosofia. Esses outros eixos temáticos incluem a História e a Sociologia das Ciências. No entanto, e diferentemente do que se pode esperar da perspectiva dos Science Studies, o grupo em torno do prof. Antonio Augusto Videira considera relevante analisar a ciência a partir das suas implicações e/ou pressupostos ontológicos e metafísicos. Desse modo, ocorre também uma ampliação no recurso que se faz da Filosofia, uma vez que esta última não se resume à Filosofia da Ciência. Em outras palavras, a ciência é mais do que apenas um tipo específico de conhecimento sobre a natureza.
Esse post foi publicado em Divulgação de eventos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s