Henri Poincaré, ciência e materialismo: o papel das hipóteses na oscilação entre atomismo e continuísmo

Artigo de André Carli Philot e Antonio Augusto Passos Videira.

RESUMO

Nosso objeto de estudo é um artigo produzido por Jules Henri Poincaré no mesmo ano de sua morte, ocorrida em 17 de julho de 1912. Em 2012 completam-se cem anos deste acontecimento que oferece uma oportunidade para que revisitemos um dos seus últimos escritos, intitulado “Les conceptions nouvelles de la matière”. Esse texto nunca havia sido traduzido para outra língua, até que em fevereiro de 2012 uma versão inglesa foi publicada A tradução que apresentaremos ao final dessa introdução é a primeira em língua portuguesa. Neste texto Poincaré apresenta um panorama dos principais modelos teóricos disponíveis à sua época para explicar a natureza da matéria. Além disso, o texto é uma interessante fonte de estudo para a compreensão do pensamento filosófico do savant francês, responsável por contribuições frutíferas e inspiradoras para o meio científico e filosófico até hoje.

O objetivo desta introdução é apresentar um breve resumo de sua produção científica e filosófica, abordar as circunstâncias nas quais o texto foi originalmente exposto e, também, fazer uma análise da relação que Poincaré estabelece – ou não – entre ciência e materialismo.

Leia o artigo completo em: http://kairos.fc.ul.pt/nr%207/Henri%20Poincare%20ciencia%20e%20materialismo.pdf

Anúncios

Sobre estudosdects

Oficializado junto ao CNPq em 2010, este grupo existe informalmente desde 2004, ano em que o prof. dr. Antonio Augusto Passos Videira começou a ministrar disciplinas no Programa de Pós-Graduação em Filosofia especificamente voltadas para os problemas, temas e autores dos chamados Science Studies. O objetivo, ao ministrar tais disciplinas, era apresentar aos alunos do PPGFil uma nova perspectiva para a análise da ciência que abarcasse outros eixos teóricos que não apenas aqueles tradicionalmente empregados pela Filosofia. Esses outros eixos temáticos incluem a História e a Sociologia das Ciências. No entanto, e diferentemente do que se pode esperar da perspectiva dos Science Studies, o grupo em torno do prof. Antonio Augusto Videira considera relevante analisar a ciência a partir das suas implicações e/ou pressupostos ontológicos e metafísicos. Desse modo, ocorre também uma ampliação no recurso que se faz da Filosofia, uma vez que esta última não se resume à Filosofia da Ciência. Em outras palavras, a ciência é mais do que apenas um tipo específico de conhecimento sobre a natureza.
Esse post foi publicado em Artigos, Artigos sugeridos, Nossas Publicações, Nossos Artigos, Publicações e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s